domingo, 28 de fevereiro de 2010

FUTURO TORNA-SE AGORA





A realidade frustra choca comove e movimenta a solidariedade.
Planta no coração a dúvida, desestabiliza as certezas
Arranca a auto-suficiência.
Mas muitas vezes torna a alma frígida,
Como escudo para o sentimento,
Que então isola o sentir,
Separa a emoção do coração,
Em muitos momentos
Tornando o olhar humano biônico,
E acelera a mente de quem precisa ser sobrevivente.
Pela lógica ou pelo bom senso.
Escolhe um caminho tênue
Sem arriscar-se ao novo
Numa resistência a dor,
Pois o coração não suporta mais  
Aflição nem grandes emoções.
Então é preferível a ciência
Que deixa certeza,
Não causa fraqueza,
Nem deixa o peito aberto
Para frustração ou decepção.
Já que a realidade perturba
E os fatos presentes o chocam
O que paralisa e conturba
Para quem se sente como presa
Das misérias do mundo vil.
É preciso dar o primeiro passo,
Sair da inércia
Agir e por as mãos na massa.
Para transformar, para inovar
Para fazer e acontecer
No aqui viver o agora
Sem deixar nada para depois
Pois o futuro logo chega
Torna-se presente
Para quem emprega forças
E constrói um novo futuro
Pois a felicidade
Não pertence somente ao amanhã
Senão seria ilusória
Como bolha de sabão.
Felicidade é viver o agora,
O que se tem de real,
Já que o futuro se torna presente no agora,
Onde podemos fazer o melhor acontecer.

Leila S Ribeiro Uzum

Um comentário:

Carlos Rímolo disse...

Querida Leila!!!!
Muito lindo, interessante e esclarecedor seu texto. Adorei seu conteúdo! Meus parabéns!!!

POETA CIGANO - -4/03/2010.

carlosrimolo.blogspot.com