sexta-feira, 24 de julho de 2009

Energia Vital



A vida é feita de emoção, intensidade e paixão.

Continuarei em outro mundo, mas logo irei mergulhar em um mar profundo.

Deixarei os remos de minhas mãos, sairei da superfície e lá no fundo tocarei sua alma.

Indiferente ao abalroamento de minhas palavras, que neste momento talvez sejam borbulhas lançadas a um coração fechado.

Mas que voam e seguem em direção ao sol nascente.

Possível visão para aquele que derruba os muros do orgulho, da tradição e do preconceito.

Torna-se capaz de suprimir do coração a intolerância, que ousa se arriscar e petiscar por alguns momentos o que é alegria, satisfação e compaixão.

E descobre a verdade de um mundo menosprezado, desvalorizado por conta dos recalques, cego como a justiça que apenas segue a lei.

E na liberdade enxerga a beleza, sente o perfume, expressa a realidade e experimenta a leveza do saber viver.

Telas da vida que podem ser repintadas com cores e flores de tão belos amores, de muitos sabores, de sorvetes coloridos que causam arrepios e no calor do corpo põem-se a derreter.

Sublime prazer da carne, que diminui a ânsia de sofrer.

Neste momento cristais de vidro dos olhos encontram os cristais de sal e gotejam atravessando o oceano crispado ultrapassando o bramido das ondas.

Empurradas por minha vontade, ter-te-ei agora refém de mim, que te conheço lá no fundo, pois encontrei-te fugidio de si mesmo.

Por isso não desistirei, farei vários mergulhos, no mar de palavras, te textos e contextos, até tocar sua essência e acender o calor capaz de transformar o atrito em fogo vulcânico a jorrar vida para vencer a morte, ressuscitando na superfície o que há muito estava adormecido, transparecendo figuras, decifrando símbolos.

Céus e terra passam, mas as palavras fazem novas todas as coisas que emergem do mais profundo e retornam ao sol nascente.

Brilho intenso que aquece e enche de vida reminiscente, os desejos e sonhos adormecidos.

Acordam e despertam como a flecha que se atira para o alto, tentando encontrar o coração para implantar o sentimento.

Num encontro explosivo, um Big-Bang criando partículas que desencadeia energia e em forma de pares, se atraem por olhares escrevendo histórias de vitórias e derrotas que se expande por o Espírito, através da mente a contrabalancear o negativo e positivo , em um Universo eterno e infinito, alternando expansões para a vida vital de energia pulsante que transforma nada em tudo, e infinitos possíveis onde surpresas felizes podem sempre acontecer, já que não existe regra que bloqueie a criação.

Autoria Fernanda Dutra e Leila Uzzum 14/06/2009

2 comentários:

Coisinha do pai disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Coisinha do pai disse...

Cáspita!!!
Este texto, Energia Vital, é massa!!!
Assim, vou me apaixonar por vcs!!!! rsrsssssss
Tocou fundo!!!
Lindo, lindo, lindo.... Babeiiiii
Bjins

Leila T. M.